AbdonMarinho - INFORMES DA GUERRA 3.
Bem Vindo a Pagina de Abdon Marinho, Ideias e Opiniões, Domingo, 19 de Novembro de 2017



A palavra é o instrumento irresistível da conquista da liberdade.

Rui Barbosa

Escrito por Abdon Marinho

INFORMES DA GUERRA 3.

PATRULHAMENTO IRRACIONAL.

DITO POPULAR assevera: jabuti em cima de árvore ou foi enchente ou mão de gente. O ex-governador e deputado federal  José Reinaldo (PSB/MA) declarou apoio ao candidato Eduardo Braide. Foi o que bastou para sofresse ataques como poucas vezes se viu numa eleição. A ponto dele, deputado, emitir nota oficial reclamando do clima de intolerância jamais visto numa eleição. 

Sobre patrulhamento e intolerância escreverei um texto específico (um textão), o que me preocupa no momento é quem determinou ou anuiu no ataque ao deputado socialista. O deputado  diz ter sido alertado que o ataque teria partido da campanha do prefeito e candidato a reeleição Edivaldo Holanda, dando lhe o crédito da dúvida.

 Esta não é a primeira vez que o deputado é atacado por seus posições, lembro que certa vez, diante de ataques, igualmente injustos, escrevi um texto intitulado “Respeitem o Zé”. Não é por nada, mas se hoje conseguimos fazer a alternaria de poder no Maranhão, devemos isso a José Reinaldo Tavares. Muitos dos que hoje estão no poder jamais o alcançaria sem o sacrifício pessoal do ex-governador. 

Apenas como sugestão, acho que deveriam olhar para o passado e fazerem uma autocrítica dos seus posicionamentos. Deveriam, sobretudo, não passarem à população a ideia de ingratidão que estão passando.

 

RINOCERONTE EM LOJA DE CRISTAIS.

ADERSON LAGO, ex-deputado estadual dos mais brilhantes e espirituosos tinha uma frase para aqueles que faziam alguma articulação desastrada. Dizia: – fulano foi sutil como um rinoceronte numa loja de cristais.

Ainda hoje tento entender o gesto do governador Flávio Dino ao “fuxicar” sem pedir reservas ao ministro Gilmar Mendes sobre quanto ganharia os desembargadores do Maranhão, segundo ele mais de R$ 55 mil por mês.  

Embora sem nota oficial do TJMA – que entendo devida – o presidente e diversos outros desembargadores desmentiram o governador  por meio de noticias em blogues ou em redes sociais. 

Não entro no mérito, acho que tudo se resolve com mais transparência.

O que questiono é apenas que se passou pela cabeça do governador ao levantar tal assunto, ainda mais quando a informação, pelo que está dito pelos desembargadores, não reflete a realidade. 

Não consegui ainda enxergar a vantagem para o governo com o mal-estar causado. Pretendia constranger os desembargadores? Agradar ao ministro Gilmar com tal informação? Ou foi apenas uma “meninice" tola? 

Decerto tem algo de inteligente oculto em tal atitude. Pessoas sábias não acordam pela manhã vestem a couraça de rinoceronte e vai passear em lojas de cristais.

 

DESCENDO DO MURO.

Uma das melhores charges do Caju, JP, sobre a descido do muro do governador do estado.