AbdonMarinho - NOTAS DA GUERRA 1.
Bem Vindo a Pagina de Abdon Marinho, Ideias e Opiniões, Quarta-feira, 23 de Agosto de 2017



A palavra é o instrumento irresistível da conquista da liberdade.

Rui Barbosa

Escrito por Abdon Marinho

NOTAS DA GUERRA 1. 

O CIDADÃO de bem já deve ter percebido que a campanha eleitoral de São Luís tornou-se uma guerra, um vale-tudo, onde qualquer soco abaixo do pescoço está valendo. O comportamento das duas campanhas – ao meu sentir, com mais ênfase agressiva para a campanha do prefeito/candidato –, reforça o meu desalento com o futuro da cidade para os próximos quatro anos. 

Mas vamos as notas.

INTOLERÂNCIA NA UEMA

Se alguém vai a um debate ou evento o que se espera é que está pessoa seja respeitada e possa expor seus pontos de vista, bem como ser questionado sobre os mesmos e, sobre suas posições com relação a determinados temas.

As universidades deveriam, mais que qualquer outro lugar, ser o espaço dedicado a isso, ao pluralismo das ideias. Não é o que se ver nas universidades brasileiras, maranhenses inclusas, isso justifica a falta de educação e compostura com as quais diversos militantes receberam um dos candidatos.

SANEYSISTA ENRUSTIDO.

Os dois candidatos negam que tenham apoio do antigo regime (grupo Sarney). Aliados do prefeito candidato espalham aos quatros ventos que o candidato/deputado é sarneysista enrustido. Ele nega. O neto de Sarney afirma que sim: o candidato deputado esteve pedindo apoio do grupo de da ex-governadora Roseana Sarney.

A informação do neto de Sarney ajuda justamente aquele que afirma não ter o apoio do grupo Sarney, o prefeito/candidato e prejudica justamente aquele a quem imputam a pecha de Sarneysista enrustido. 

Então ficamos assim: O neto de Sarney dar uma ajudinha ao prefeito/candidato anti-Sarney contra aquele que é o verdadeiro candidato do grupo Sarney. 

O Maranhão não é para amadores.

NEUTRALIDADE SUIÇA.

Leio que o governador do estado que prometera envolver-se na campanha como militante resolveu ficar neutro na disputa.

Noutra quadra, não são poucos os auxiliares que dia e noite se envolvem a não mais poder na campanha do atual prefeito. A mídia oficial do governo e a propaganda eleitoral do candidato até parecem produzidas pelos mesmos marqueteiros, tal a semelhança dos benefícios que anunciam a respeito da parceria governo/prefeitura. Mais que propaganda são as obras parceiras ocorrendo e sendo exploradas na campanha.

Perguntar não ofende: Não seria mais prudente um governador empunhando a bandeira de seu candidato nas ruas e o governo neutro ao invés do contrário?

SAÍDA? QUE SAÍDA?

Continua sem resposta a seguinte pergunta: 

A melhor saída para  São Luís é:

 

  1. Estreito dos Mosquitos;
  2. Terminal da Ponta da Espera;
  3. Aeroporto Cunha Machado;
  4. Prefeito/candidato;
  5. Deputado/candidato;
  6. Nenhuma das alternativas anteriores.