AbdonMarinho - Home
Bem Vindo a Pagina de Abdon Marinho, Ideias e Opiniões, Sexta-feira, 24 de Novembro de 2017



A palavra é o instrumento irresistível da conquista da liberdade.

Rui Barbosa

Escrito por Abdon Marinho

A TRAGÉDIA SEM FIM DA EDUCAÇÃO MUNICIPAL.

DEFINITIVAMENTE o prefeito Edivaldo Holanda não tem "dado" sorte naquela que deveria ser sua pasta mais cara: a Educação. Herdado o governo dele mesmo, ou, como diria um outro, de si para si, este ano ainda não mereceu uma boa notícia do setor. Mais de uma vez já foi "surpreendido" com protestos dos pais e alunos que reclamam nos vários pontos da cidade das péssimas condições das escolas, da ausência de vagas, do ano letivo anterior que não terminou e do atual que não começou. Ou com noticias de escolas ruindo em diversos...

Escrito por Abdon Marinho

GOVERNO E MESTRES ‘FALTAM' AO DEBATE ESSENCIAL.

VEÍCULOS comunicação, sobretudo, a mídia digital e redes sociais, dão conta de um certo “stress" nas relações entre o governo do Maranhão e parte da categoria dos professores estaduais. 

O descontentamento teria sido causado pelo fato do governo ter feito sua base política aprovar uma Medida Provisória (MP 230) que modificou os critérios de aumento dispensado à categoria. Segundo dizem os insatisfeitos a medida retira "direitos da categoria" e que  governo e parlamentares que a aprovaram seriam “traidores" dos professores. E, indo além, ameaçam fazer mais uma greve (mais uma).

Este é um...

Escrito por Abdon Marinho

OS MATADORES DE SONHOS. 

UMA reportagem exibida por uma rede local de televisão chama a atenção para o drama, sem fim, da educação ludovicense. Qualquer pessoa, com um mínimo de compromisso com a realidade no seu entorno, não pode deixar de ver o desespero de pais, mães de famílias, mesmo os avós, que, acreditando na educação como fator determinante para a mudança social, passam noites em filas, buscando uma vaga para o filho na rede municipal de ensino. 

Uma mãe, em desespero, não deixa de revelar sua revolta, como cidadã pagadora de impostos, pela humilhação infligida pela administração pública.  Consciente,...

Escrito por Abdon Marinho

DIREITO É PARA QUEM TEM, NÃO PARA QUEM GRITA MAIS ALTO.

CORRIA o ano de 1995 quando nós, estudantes de direito da Universidade Federal do Maranhão – UFMA, fomos chamados para uma assembleia no auditório central. Na pauta, deliberar sobre a paralização da universidade em apoio à greve de então, acho que era dos petroleiros. Cheguei cedo, sentei-me na frente e me inscrevi para falar no evento. Movimento, claramente, orquestrado, se sucediam os oradores num discurso monolítico de que devíamos paralisar a universidade. Só me deixaram falar depois de muita luta, após pedir retiradas vezes a palavra dizendo que estava...

Escrito por Abdon Marinho

AS TREVAS DO  ENSINO MÉDIO. 

FIZ O ENSINO MÉDIO no Liceu Maranhense em meados dos anos oitenta. Naquela época, e já se vão trinta anos, falava-se na necessidade de se reformar o ensino médio. Os mestres mais antigos reclamavam, com saudades, dos tempos mais gloriosos da educação no estado. Uma das pautas do movimento estudantil daqueles dias na escola era pela reabertura dos laboratórios de física, química e biologia fechados há anos. 

Apenas este exemplo comprova a necessidade de reformas no ensino médio há, pelo menos, cinquenta ou sessenta anos. Isso, apenas o que conseguimos mensurar numa experiência real, pois...

Escrito por Abdon Marinho

CONCURSO: O GOVERNO ACERTOU.

CONSIDERANDO as informações publicadas nos veículos de comunicação e redes sociais, e são várias e díspares, entendo que o governo Flávio Dino agiu com acerto ao homologar o concurso público para a carreira do magistério do Estado do Maranhão.

Vejamos: os argumentos contra a homologação do certame – ao menos os que vi –, eram basicamente dois: um dando conta que em determinado local das provas um dos envelopes com as mesmas estaria violado; a segunda alegação era de que alguns dos quesitos do certame seriam repetidos de outros concursos. Segundo foi apurado cerca de 25...